Instituto EDP retoma Programa ReFORÇA para ONGs de suas cidades de concessão

Programa ReFORÇA 2.0 vem com novidades e amplia escopo, incluindo Negócios de Impacto


O Instituto EDP organização que coordena os investimentos socioambientais do grupo EDP no Brasil, lança a segunda edição do Programa ReFORÇA, que tem o objetivo de oferecer capacitação em importantes frentes que promovem diferenças significativas junto às organizações atuantes no terceiro setor, como formação de liderança, captação de recursos, voluntariado estratégico, entre outras ferramentas de gestão.


Este ano, o programa traz uma boa novidade: a inclusão de uma modalidade também destinada a Negócios de Impacto que já estão estabelecidos, e visam fortalecer suas iniciativas de Inovação. Com duas categorias, o resultado é ampliado e os escopos de formação atingem organizações com diferentes estágios de maturidade.


Ocorrendo em paralelo, as duas modalidades do ReFORÇA 2.0 têm processos seletivos, objetivos e tempo de duração diferenciados. O Programa de aceleração social, que tem duração de 5 meses, com tempo de dedicação semanal de 16 horas, é destinado a ONGs, e conta com temas relacionados à gestão, como o desenvolvimento de novas formas de captação de recursos, formação de voluntários, administração de equipes internas e formação de liderança.


Já na Jornada de Inovação Social, 3 projetos de ONGs ou Negócios de Impacto serão selecionados e apoiados em um período de 12 semanas com o tempo de dedicação semanal de 16 horas. Nesta iniciativa, o objetivo é o desenvolvimento de uma solução viável para um desafio proposto pelo Instituto EDP, que tem como propósito conscientizar a população e reduzir a exposição ao risco de acidentes com as comunidades dentro da abrangência da concessão do Grupo EDP.


Nessa modalidade, os projetos apoiados poderão testar suas soluções por meio de protótipos e receberão, cada um, o investimento de R$ 2.500,00. Ainda haverá um evento de apresentação das propostas finalistas com a participação de banca avaliadora e a proposta escolhida receberá um capital de R$70.000,00, com acompanhamento da execução do projeto pelo período de um ano. A participação para essa modalidade é exclusiva para as cidades de atuação da EDP Brasil nos estados de São Paulo e Espírito Santo. Confira a lista de cidades participantes no site de cadastro do Programa.


“A pandemia que vivemos ressaltou a força que as organizações sociais possuem para combater as desigualdades. O momento agora é entender que as necessidades são permanentes e ajudá-las a conseguirem se manter sustentáveis é de grande importância para a sociedade”, destaca Dominic Schmal, diretor do Instituto EDP.


Processo seletivo

As inscrições para o ReFORÇA 2.0 já estão abertas e se encerrarão no dia 21 de março. Em ambas as modalidades, o processo seletivo é composto por várias etapas e tanto ONGs quanto Negócios de Impacto devem estar atentos às datas das atividades propostas que serão classificatórias. Antes mesmo da inscrição, haverá a etapa de sessões explicativas, com encontros online em que serão detalhados os requisitos para a inscrição dos selecionados.

Formato online é consolidado

Com a intensificação das contaminações por meio da variante Ômicron da pandemia de COVID-19, a manutenção do formato online é necessária, visando a garantia da saúde dos participantes. Entretanto, isso não impediu que o Reforça 2.0 continue sendo um Programa ágil e dinâmico. Em cada encontro haverá, além da aplicação de exercícios práticos, muita troca de experiência e o incentivo para que os participantes conheçam novas metodologias, determinantes para mudanças de postura, e resultando na evolução das organizações. Todas as dinâmicas foram planejadas para que em nenhum momento a participação online fosse menos interessante que os encontros presenciais.


ONGs relatam as melhorias após participarem do ReFORÇA.

O formato do ReFORÇA 2.0 é baseado em sua edição anterior, que impactou 20 organizações de forma intensa. As metodologias aplicadas possibilitam que as ONGs percebam, de forma muita clara, suas limitações e busquem, por meio das atividades práticas propostas, mudar comportamentos internos.


É o caso da ONG Liga Feminina do Tocantins que, após o Programa, introduziu novas formas de gestão de pessoas, conforme relata Mônica Luzia Marques, presidente da Organização: "O Programa REFORÇA disponibilizou técnicas e dinâmicas que nos fizeram entender que um dos grandes desafios da gestão do terceiro setor não é o financeiro, e sim, a gestão de pessoas, seja do voluntariado ou dos parceiros. Quanto ao voluntariado, graças ao REFORÇA, sabemos que é necessário oportunizar capacitação para maior conhecimento da instituição e das formas de trabalho, bem como da conscientização da importância de cada voluntária e, ainda, aplicar técnicas de motivação e acompanhar o trabalho realizado com reconhecimento justo."


Encontros são conduzidos por profissionais da Phomenta

O Instituto EDP, também pelo segundo ano consecutivo, estabeleceu parceria com a Phomenta para a condução do ReFORÇA 2.0.


A Phomenta é um negócio de impacto que leva educação em gestão e inovação para que empreendedores do 3º setor resolvam os desafios mais complexos da sociedade brasileira.


Em 2021, a Phomenta proporcionou Programas de formação e capacitação para 269 Organizações de 110 cidades brasileiras, impactando diretamente mais de 274.000 beneficiários atendidos mensalmente por essas ONGs, além de 10.000 colaboradores e 37.000 voluntários.


Para se inscrever, as ONGs e Negócios de Impacto interessados devem acessar o site https://brasil.edp.com/pt-br/instituto-edp até 21 de março e preencher o formulário de participação.


Fonte: Phomenta